sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

O melhor amigo otário

Há dias, um amigo meu referiu-se a alguém usando a expressão “o meu melhor amigo otário”. Quando questionado, explicou: “Dos meus amigos otários, ele é o melhor”. Faz sentido.

(Laila X/Flickr)

Desafiado por esse meu amigo, decidi elencar alguns tipos de melhores amigos.

O melhor amigo mentiroso
É um gajo porreiro e a sua mentira não se dá por maldade, mas por uma lógica de entretenimento. Ele inventa para melhorar as suas histórias. É um “entertainer” e vai sempre exagerar. Porque sabe que gostamos de o ouvir. Porque sabe que, se não o fizer, a sua vida não vai parecer tão interessante.

O melhor amigo rigoroso
Corrige a gramática, corrige as datas e as horas, corrige os nomes dos filmes. É muito culto, mas extremamente aborrecido, porque vai ao pormenor do pormenor. Ninguém sabe explicar por que gosta dele, mas a verdade é que, por vezes, ele dá jeito. Sobretudo, quando não temos uma calculadora à mão.

O melhor amigo chato
Não se cala e tem tendência a repetir a mesma história. Neste caso, há duas hipóteses: ou a história tem sempre piada e até vale a pena ouvir, ou as pessoas vão ouvi-la por não quererem dizer “Já contaste essa merda!”.

O melhor amigo teimoso
Se lhe falas de futebol, dá asneira. Se lhe falas de política, dá asneira. Se lhe falas de trabalho, dá asneira. Se respirares, dá asneira. Dá asneira pelo simples facto de que este amigo costuma dividir a Humanidade em dois grupos: as pessoas que estão erradas e ele. Nenhum grupo sobrevive bem com dois amigos deste tipo, uma vez que eles são capazes de desencadear uma guerra civil.

O melhor amigo fixe
Toda a gente gosta dele, porque a festa persegue-o até aos lugares mais recônditos do planeta. Chega atrasado e ninguém repara. Não trouxe dinheiro e alguém lhe paga o jantar. Não quer sair e vão buscá-lo a casa. Se o Mundo fosse composto apenas por pessoas como ele, era sempre Sábado. Mas ainda viveríamos nas grutas e desconheceríamos a roda.

O melhor amigo engatatão
Convives com ele em intervalos, porque ele tem o tempo todo ocupado, entre miúdas giras e festas. Parece que está permanentemente em missão, mas quando o encontras, tem sempre boas histórias para contar.

O melhor amigo responsável
Trabalha muito, é casado e tem filhos. Já ninguém consegue conversar com ele. Na verdade, já ninguém gosta dele. Mas temos pena da vida dura que ele leva e, nas duas vezes por ano em que o encontramos, tratamo-lo bem.

Estes são apenas alguns dos tipos de amigos. Muitos mais haveria a elencar. Isto é, também, um tipo de amigo: o que só diz metade das coisas, completando a frase com “E outras merdas”.

Sem comentários:

Enviar um comentário